Decoração

CASACOR 2017

Ambiente decorado CASACOR
Ambiente decorado CASACOR.

Considerada a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, a CASACOR é um evento realizado anualmente que reúne renomados profissionais em 20 localidades nacionais, sendo elas: Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Franca, Goiás, Interior de SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul. Além de mais 6 internacionais: Bolívia, Chile, EUA, Equador, Paraguai e Peru.

CONCEITO

“Morar é isso: estar cercado de beleza, de estilo e de qualidade de vida” – segundo vídeo oficial do evento. A mostra promete uma experiência única no olhar e no sentir, sempre expondo o que há de mais atual no mundo e explorando tendências para o futuro.

Com diversos ambientes, a mostra apresenta soluções para os mais variados tipos de imóveis, desde apartamentos, até casas e jardins, passando por lofts, lounges, salas, banheiros e estúdios. Conta também com a Casa do Chef, onde acontecem eventos, workshops e encontros voltados à gastronomia.

Tudo isso faz da CASACOR um excelente encontro entre profissionais e marcas dos segmentos imobiliário, de arquitetura, design de interiores e paisagismo, além dos consumidores “amantes da arte do morar” – frase também presente no vídeo oficial do evento.

30 ANOS DE CASACOR

Após três décadas, hoje o evento está presente nas principais capitais do Brasil e da América Latina. Cerca de 500 mil pessoas visitam anualmente a mostra por todo o continente, sendo em 2017 sua primeira vez nos EUA, em Miami.

Dentre as missões da mostra, estão a recuperação e a preservação de patrimônios históricos nas localidades por onde passa. Por exemplo, a Villa Aymoré – Rio de Janeiro, local escolhido para realizar em 2015 a edição carioca da CASACOR. Outra preocupação importante é promover a sustentabilidade nos ambientes expostos, assim como no evento como um todo.

O EVENTO

Voltado para profissionais, estudantes, amadores, lojista e amantes da arte, é um ótimo passeio para toda a família. As marcas apresentam em seus stands diversos conceitos e propostas para o dia a dia, afim de propor a qualidade de vida, cercada de beleza e estilo.

Inovação, percepção e interpretações dos ambientes domésticos pelo olhar apurado de profissionais conceituados, fazem da exposição a principal referência que influencia a contemporaneidade do segmento imobiliário.

Além dos ambientes arquitetônicos e de design expostos na mostra, a CASACOR dispõe de espaços reservados à alimentação, onde restaurantes renomados da cidade sede são convidados para receber o público presente. Outra parceria recorrente é com os hotéis conveniados que dão descontos na hospedagem para os visitantes da mostra.

Os ingressos podem ser comprados na bilheteria da CASACOR ou pela internet. Estudantes, idosos e deficientes têm direito a 50% de desconto, crianças de até 12 anos não pagam. Para maiores informações acesse o site oficial da CASACOR.

Fique ligado no nosso blog para saber tudo o que vai rolar na 31ª CASACOR São Paulo. Confira alguns artigos sobre decoração que estão aqui no blog. Comente e compartilhe com os amigos!

Decoração

Papel de parede: Preparação, tipos e aplicação.

Todos sabemos que o acabamento de um imóvel, quando bem feito, passa a impressão de sofisticação e primor. Uma opção é o uso de papel de parede. Saiba como e onde usar esse produto. Lembrando que em nosso Instagram, vamos dar algumas dicas de estilos de papeis de parede que podem vir a fazer parte do seu lar.

PREPARAÇÃO:

Para aplicar o papel de parede é necessário acabar com quaisquer texturas, irregularidades, buracos ou infiltrações presentes na parede. Essa preparação pode ser feita com gesso ou massa corrida, garantindo uma superfície lisa, além de aumentar a sua durabilidade. Assim como a pintura, aplicar o papel de parede deve ser a última etapa da obra.

TIPOS DE PAPEL DE PAREDE:

Tradicional: composto de celulose, é o mais frágil de todos. Recomendado para locais secos e sem grande circulação, é muito utilizado para revestir dormitórios, principalmente atrás da cama, harmonizando com a cabeceira e os criados-mudos.

TNT: constituído de fibras de celulose e poliéster, resiste bem a umidade. Imita diversas texturas, sendo que a mais comum é a de tecido. Pode ser usado em corredores e nas paredes de escadas, por exemplo.

Vinílico: fabricado em PVC é o mais resistente dos três. Muito utilizado em ambientes mais úmidos, além de ser impermeável e fácil de limpar. Inclusive sua limpeza pode ser feita com detergente. Normalmente é utilizado em cozinhas e lavabos.

APLICAÇÃO:

Todas as paredes: nesse caso a recomendação é usar cores mais claras e estampas discretas. Além disso, procure usar apenas um padrão de estampa. Dependendo da combinação o ambiente pode ficar sufocante e desarmonioso.

Apenas uma: esse tipo de aplicação é ideal para ambientes menores, podendo usar cores mais vibrantes e estampas chamativas. Mesmo com mais liberdade para inovar, atente-se para que a parede não seja o principal destaque do ambiente, mas sim algo que contribua para a decoração ali presente.

Meia parede: bastante usado em ambientes com decoração repleta de móveis, objetos e cores diferentes, além ser mais barata. Você pode optar pela porção superior ou inferior da parede. Essa escolha vai depender da estampa e da cor escolhida na porção onde a parede está descoberta.

Faixa: é uma maneira discreta e elegante de manter o ambiente bem decorado. Assim como a aplicação de meia parede, a altura da faixa trará equilíbrio e sofisticação à sua decoração.

ÁREA DE APLICAÇÃO:

Saber exatamente o tamanho da área de aplicação evita ficar sem material durante o processo e também o seu desperdício. Procure medir a parede considerando a altura do rodapé e possíveis molduras presentes no teto. Outra vantagem do papel de parede é que além de mais rápida e fácil do que a pintura, não provoca odores e eventuais respingos. Somado a isso, a vida útil do papel de parede, quando feita a manutenção devida, é de até 5 anos, muito além de qualquer pintura.

Por mais simples que possa parecer, não hesite em contratar mão de obra qualificada. O resultado será um acabamento profissional e uniforme.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários e não deixe de curtir e compartilhar!

SALA DE TELEVISÃO COM PAPEL DE PAREDE COM TEXTURA DE COR PRETO
Papel de parede preto, com textura e  detalhes florais.
Decoração

Quem paga pela reforma do apartamento alugado?

Quem está procurando um lugar para morar pensa em deixar a casa com a sua cara, para ter mais conforto e bem-estar. Até aí, tudo bem: pequenos ajustes são feitos. O que pode causar algum tipo de problema é quando se torna necessário fazer alguma obra maior, como a reforma do apartamento alugado. Quem paga a conta, o locador ou o locatário? 

Esse é um ponto que gera muitas dúvidas e não são raros os problemas entre inquilinos e proprietários. Cada lado da questão tem suas responsabilidades, algumas definidas em contrato, outras previstas na Lei do Inquilinato, que rege o mercado de locação de imóveis residenciais no Brasil.

A discussão busca encontrar quem é que deve arcar com determinados tipos de reforma, e tanto proprietário como inquilino precisam estar bem municiados para não terem de chegar a decisões drásticas, como o rompimento do contrato. Assim, é importante conhecer alguns tópicos da legislação.

O que diz a Lei do Inquilinato sobre reforma de apartamento alugado?

O texto deixa bem claras quais são as responsabilidade de cada parte do contrato de locação. É com base nele que você deve negociar as reformas que pretende fazer.

São de responsabilidade do locador pagar os impostos e entregar o imóvel em boas condições de uso. O IPTU é obrigação do proprietário, mas pode passar à responsabilidade do morador se isso estiver previsto no contrato.

Também são de responsabilidade do locador o pagamento de reformas estruturais, que explicaremos no item seguir.

Já ao locatário cabe pagar as contas de energia e água, além do condomínio. Reformas necessárias em virtude de danos causados por mau uso ou provocados pelo morador também são de sua competência.

O que são as reformas estruturais?

Na prática, são obras essenciais para o uso do imóvel e para correções de problemas causados por terceiros ou por desgaste. Esses gastos são arcados pelo proprietário.

Enquadram-se nessa categoria obras na partes elétrica e hidráulica do imóvel, no esgoto, telhado e paredes. Por exemplo, se o vizinho do andar abaixo do seu perceber um vazamento e ele for causado pelo encanamento do seu apartamento, é o proprietário que arca com os custos da reforma.

A lei define que o proprietário tem de entregar o imóvel em boas condições de uso, por isso, certifique-se que tudo está funcionando corretamente no momento de alugar o imóvel. Abra as torneiras e o chuveiro, ligue os interruptores, cheque cada item estrutural do apartamento. Vale conversar com vizinhos sobre eventuais problemas.

Como segurança, faça fotos e vídeos do apartamento para ter provas de quaisquer problemas. Confira suas observações com a vistoria feita pela imobiliária antes da entrega das chaves.

O que são melhorias e benfeitorias?

Aqui é onde se abre a maior discussão, pois cada situação é um caso específico, que deve ser negociado ponto a ponto. Mesmo que não seja necessário, o proprietário pode enxergar determinada obra como uma benfeitoria para o imóvel, que pode se valorizar com ela. Dessa forma, ele autoriza o desconto do aluguel ou banca o pagamento à parte.

Um exemplo: se você quiser trocar as louças do banheiro, já desgastadas pelo tempo e uso, e o proprietário enxergar nessa reforma um investimento, ele pode autorizar a troca desde que você pague pela obra. 

O proprietário pode também avaliar que uma reforma não é necessária e que considera uma vontade de melhoria do locatário que, nesse caso, terá de arcar com os gastos. Só que, antes de contratar o serviço, o inquilino deve pedir autorização do proprietário para fazer a reforma. Uma dica: peça sempre uma confirmação por escrito e anexe ao contrato.

Há casos em que o proprietário não autoriza determinada reforma, mesmo que bancada pelo morador. Por exemplo, se você quiser trocar o piso do banheiro e o proprietário recusar a obra, mesmo que você pague. Esse é um tipo de reforma que não permite a volta ao original. Então, o morador deve desistir de fazer a obra.

Nos casos em que é possível restaurar a situação anterior, a negociação é mais fácil, mesmo quando o proprietário não enxergue benfeitoria real para o imóvel. Como exemplos, furar a parede para instalar prateleiras, estantes e outros itens, instalar ar-condicionado e grades de proteção, trocar itens fixos de decoração ou pintar o imóvel com uma cor diferente.

Em quaisquer desses casos, quem paga a conta é o inquilino, que deve restaurar o imóvel e deixá-lo como descrito na vistoria de entrada quando o contrato terminar. No caso de não deixar o imóvel do mesmo jeito no momento da saída, o locatário pode ter de pagar multas previstas em contrato.

Como agir com itens de decoração e de benfeitoria pessoal?

Esta situação se enquadra na última descrita no item anterior. São os gastos que o proprietário não paga, mas autoriza serem feitos, desde que você restaure o original na saída.

Na maior parte dos casos, são itens de decoração e de benefícios pessoais, que não interferem na estrutura do imóvel nem causam mudanças de grande impacto. Peças como lustres, interruptores, luminárias, puxadores, maçanetas, fechaduras, grades de proteção, tudo isso pode ser feito sem maiores problemas, sempre pagos pelo inquilino.

Quando houver trocas, guarde os originais para reinstalar na saída. Dessa forma, você usufrui de objetos e itens que o agradam durante o período em que morar no imóvel. No momento de ir embora, eles são seus.

A mesma coisa vale com os chuveiros. Troque e guarde os originais. Antes, veja se a rede elétrica suporta a potência e a amperagem do seu modelo.

Ainda na questão elétrica, se por algum motivo você precisar trocar a voltagem dos pontos de tomada ou somente de algumas entradas de 110 volts para 220 ou vice-versa, informe ao proprietário antes de fazer a mudança. Um eletricista deve checar se há condições técnicas também. Na devolução do imóvel, você deve voltar à configuração original. Todos esses custos são do inquilino.

Como definir os gastos de quem mora em condomínios?

As reformas, nesse caso, são de responsabilidade do locador, pois indicam melhorias na propriedade. As reformas no conjunto, como pinturas em fachadas, obras estruturais nas redes elétrica e hidráulica e nos pavimentos são alguns dos itens que se enquadram nessa situação.

O que pode ser acordado entre proprietário e morador é a forma do pagamento. O inquilino pode pagar, caso o custo esteja embutido no condomínio, e descontar o valor no aluguel. Essas negociações são pontuais e precisam estar documentadas.

A reforma do apartamento alugado é uma questão bem definida por lei, mas que, mesmo assim, abre espaço para negociações pontuais. O importante é estar preparado para a conversa, para não levar prejuízo e nem se desgastar desnecessariamente.

Você tem alguma dúvida sobre essa questão? Compartilhe com a gente e deixe seu comentário neste post!

Decoração, Todas as Noticias

Teto colorido: um jeito diferente de inovar o ambiente

Quando falamos em pintar a casa, é comum associarmos à ideia de paredes coloridas ou até mesmo pensarmos em móveis e objetos de decoração diferentes e coloridos. O teto, por sua vez, raramente recebe a mesma atenção.

Porém, com a tendência dos espaços cada vez mais reduzidos, arquitetos e decoradores já recomendam um olhar diferente para o teto. E não é à toa, afinal, se as cores são uma ótima saída para escapar da rotina, por que com o teto seria diferente?

Quem quiser apostar na novidade, confira algumas dicas:

A escolha dos contrastes
Se o teto escolhido irá receber uma cor mais forte, utilize nas paredes do ambiente tons mais neutros e pastéis. O contrário também é válido: se as paredes terão uma cor mais chamativa, mantenha o teto com uma tonalidade neutra.

Além de modernidade, essa combinação nos contrastes pode dar diferentes efeitos: se o local a ser pintado for pequeno, pintar o teto com uma cor mais forte passa a sensação de ser menor ainda. Caso o cômodo seja maior, cores mais fortes e alegres são recomendadas.

Combinação de móveis e objetos
É importante pensar no ambiente como um todo, portanto para escolher a cor ideal para o teto, tenha em mente quais serão os objetos, mobiliário e iluminação que formarão a composição do espaço desejado. Harmonia é fundamental para manter o ambiente aconchegante.

Veja a transformação de alguns ambientes que optaram por deixar o teto diferente:

Teto-Colorido3

O teto verde nessa cozinha remete ao frescor e à saúde, e harmoniza com os móveis brancos e louça prata.

Teto-Colorido1

Esse teto roxo é um charme – um pequeno detalhe que quebrou a seriedade do ambiente e deu uma cara completamente diferente.

Teto-Colorido4

Mesmo em cores diferentes, o teto e as paredes em tons pastéis mantiveram a harmonia, e a combinação deixou esse quarto com cara de aconchego.

Teto-Colorido2

Sensação de tranquilidade com esse teto remetendo ao céu e as almofadas em tons terrosos.

Decoração, Todas as Noticias

Prático e bonito, o jardim suspenso é uma ótima opção para harmonizar ambientes

Muito comum em varandas de apartamentos e até mesmo em paredes e corredores internos da casa, o jardim suspenso ou vertical é uma maneira prática e acessível de cultivar flores e plantas, além de deixar o ambiente um charme.

Ideal para quem quer arejar a casa com um toque de verde, as aplicações são inúmeras e criativas, podendo ser instalado na parede ou suspenso por cordas presas ao teto. O importante é soltar a imaginação e contar com um cantinho mais agradável na casa.

Veja algumas ideias:

Paletes e caixotes

jardim-vertical-01_Palets-e-caixotes_fonte-reforma-blog

Blocos de concreto

jardim-vertical-02_Blocos-de-concreto_fonte-ApartmentTherapy

Garrafas pet

jardim-vertical-03_Garrafas-pet_fonte-Rosenbaum

Latas

jardim-vertical-04_Latas_fonte-Stefanie-Maria

Escada antiga

jardim-vertical-07_Escada-antiga_fonte-Small-Town-Rambler

Prateleiras suspensas

jardim-vertical-08_Prateleiras-suspensas_fonte-Survival-Life

Canos de PVC

jardim-vertical-09_-CanosPVC_fonte-Autossustentável

Já escolheu qual das ideias combina mais com o seu espaço? Então mãos à obra para montar o seu jardim suspenso! 😉

Decoração, Qualidade Vida, Todas as Noticias

Sofá-cama: versatilidade e conforto

Quando falamos em móveis de sala, o sofá sempre é um dos primeiros lembrados. Com o tempo, ele variou pouco em termos de formato e função, mas o sofá-cama é uma ótima alternativa para mudar o design tradicional, além de ser muito versátil. Alguns possuem visual mais voltado para uma cama, enquanto outros nem parecem poder se transformar numa cama.

Muitas pessoas ainda possuem um certo receio em usar o móvel na sala, mas garantimos que ele preenche com estilo ambientes espaçosos e é extremamente funcional em espaços pequenos, sendo sempre parte da decoração.

01-apartamento-30m²-em-amsterdam

Acomodação para mais pessoas sem perder o conforto e ainda mudando a composição do ambiente. Uma peça coringa para receber pessoas, pois pode ser transformado em cama para os visitantes. É importante que o móvel não atrapalhe o fluxo do cômodo, ou seja, não ocupe mais espaço do que devia, mesmo sendo versátil. Por isso, o ideal é planejar antes de comprar. O sofá-cama quando estiver totalmente aberto ainda deve deixar um espaço de mais ou menos 70cm para a circulação.

Existem diferentes modelos de aberturas, mas os mais comuns são os retráteis e os reclináveis (ou dobráveis). No sistema retrátil, a pessoa deita com a cabeça voltada para o encosto com o corpo acomodado no assento. No reclinável, a dica fica em examinar a fresta entre o assento e o encosto, pois pode gerar desconforto ao deitar – sempre experimente o móvel na função de cama antes de comprar.

sofa-cama-reclinavel-moveis-estrelamaira-125020006

Assim como os colchões, os sofás-cama com molas ensacadas são as melhores escolhas, pois acomodam melhor o corpo e deformam menos com o tempo. Já os de espuma, se for sua preferência, opte por um de boa densidade, com “pillow-top” (camada adicional de espuma leve) que gera mais maciez e conforto no uso, e que também tenha tratamento contra fungos e ácaros.

Por último, entre os tecidos de revestimento, o suede e o algodão são os mais recomendados por não esquentarem, serem macios, confortáveis e com alta durabilidade. É melhor evitar couro e sintéticos, pois ambos retém calor e dificultam colocar roupas de cama.

Decoração, Todas as Noticias

Decoração com tijolo aparente

Os bons e velhos tijolos de barro ainda são muito usados de forma aparente para dar um toque rústico ou contemporâneo na decoração. Seja para compor as paredes ou apenas para revesti-las, a intenção é deixá-los à mostra.

3108_decoracao_blog copiar

Belos, charmosos, resistentes e duráveis, os tijolos propiciam conforto térmico e acústico e nunca saem de moda. A escolha deve ser feita com atenção, selecionando o mais adequado para o seu lar, levando em consideração a qualidade, o formato, a cor e o custo.

Construções antigas: normalmente, ao remover o reboco das paredes, você descobre que os tijolos são maciços. Se estiverem bem conservados, você pode dar apenas um acabamento para ficarem mais bonitos.

Construções novas: uma residência estruturada em tijolo aparente é diferente de uma parede revestida de tijolo aparente. No caso de uma construção, você deve decidir qual será o tipo de estrutura, a cor dos tijolos, o tipo de junta e, finalmente, o tipo de acabamento.

Estrutura metálica ou de concreto: neste caso, os tijolos aparentes devem obedecer ao processo da construção dos tijolos comuns, com a estrutura sendo ou não disfarçada, recoberta de tijolinho ou simplesmente pintada. Também podem preencher os vãos dos pilares e vigas, como vedação, para criar painéis.

Estrutura de madeira: a madeira com o tijolinho enriquece a decoração da casa, mas, neste caso, a madeira deve receber um tratamento contra umidade.

Paredes amarradas – as próprias paredes de tijolos sustentam a cobertura, o que dispensa os ferros e o concreto. Sem as emendas, cria-se um aspecto encantador.

Depois de escolher o tipo da estrutura, a cor e o formato do tijolo, é necessário definir como será a aplicação na parede. O assentamento deve ser feito com areia peneirada para evitar que pequenas pedras interfiram e o excesso de massa do rejunte deve ser removido. As juntas podem ser de três tipos

Cheia: massa nivelada na superfície do tijolo.

Frisada: sem massa entre os tijolos, criando uma pequena profundidade entre as peças.

Junta seca: os tijolos ficam apoiados uns sobre os outros.

Ainda temos bastante detalhes para falar sobre a decoração com tijolos aparentes, portanto fique ligado em nosso blog para saber mais sobre o assunto!

Decoração, Todas as Noticias

6 dicas de decoração para apartamentos pequenos

O conceito de apartamento pequeno, já bastante difundido em grandes centros urbanos, de uns tempos pra cá vem ganhando espaço nas cidades menores. Afinal, eles ajudam a manter uma rotina mais prática e são mais fáceis de manter em ordem.

O que acontece é que muitas vezes é um grande desafio deixá-lo com a sua cara e conseguir otimizar seus espaços. Por isso, resolvemos te ajudar e elencamos 6 dicas para decorar e otimizar seu apartamento pequeno. Confira:


ESTILO STUDIO

apartamento_estilo-studio
A ideia é não ter muita interferência de paredes, parecido com o conceito de um loft. Nesse sentido, o ambiente fica mais aberto e, ao mesmo tempo, mais integrado. Você pode “juntar” os ambientes de várias formas: sala de jantar com cozinha; sala de TV com dormitório; cozinha com sala de TV; e por aí vai. A sua criatividade (e orçamento) é o limite.

MESINHA DE ABRIR

apartamento_pequeno_mesa_abrir

Móveis criativos são sempre bem-vindos em apartamentos pequenos. Prático e simples de instalar, ao abrir o móvel, ele se transforma em uma mesa para trabalho/estudo ou até mesmo para lanches rápidos, e mantém o espaço otimizado quando não é usada.

DIVISÓRIA SUSPENSA

apartamento_pequeno_divisoria_suspensa
Na hora de dividir alguns ambientes, seguindo a linha do estilo Studio, é possível incluir uma divisória suspensa, que é mais discreta que uma parede e mais funcional do que um “espaço vazio”. Você pode utilizar os dois lados para decorar – de um lado quadros, e de outro a TV, por exemplo, mantendo um charme de um ambiente integrado.

BRANCO NAS PAREDES

apartamento_pequeno_use-branco
Na dúvida, vai no básico. É sempre uma boa opção que traz sobriedade e a sensação de espaço. Uma dica é manter os principais móveis desse ambiente também em tons claros e, para decorar o entorno, utilize objetos e acessórios coloridos, que ajudarão a dar mais vida ao ambiente.

BANHEIRO APERTADO = MÓVEL MODULADO

apartamento_pequeno_move-modulado-banheiro
A fim de otimizar cada pedacinho do banheiro sem gastar muito, os móveis modulados para banheiro são uma ótima escolha. Além de facilitar a personalização, você ganha espaço para guardar suas coisas e pode sempre mudar as posições para dar uma nova cara no banheiro.

ESPELHOS

apartamento_pequeno_espelho-de-apoiar
Que os espelhos ajudam a ampliar o ambiente você já sabe. Mas a dica é que você não precisa de um espelho grandão para passar essa ideia. O espelho de apoiar, por exemplo, funciona como uma espécie de quadro, é fácil de trocar de lugar e você ainda pode complementar o ambiente com pequenos quadros de parede de espelhos.

E aí, gostou das nossas dicas? Implemente em seu espaço e compartilhe o resultado com a gente!

Decoração, Qualidade Vida, Todas as Noticias

Coral Visualizer: um novo app que visualiza cores direto na sua parede, em tempo real

app da Coral permite simular cores em ambientes

Quem nunca ficou em dúvida sobre que cor utilizar em que parede na hora de dar uma repaginada no ambiente?

Foi pensando nisso que a marca de tintas Coral criou o aplicativo Coral Visualizer.
Disponível gratuitamente para smartphones e tablets, o app usa realidade aumentada para mostrar como ficará a pintura daquele ambiente especial que você ainda não decidiu a cor.

Por meio de um detector de ambientes que define bordas, superfícies e alterações no contorno, o aplicativo permite selecionar a área de uma imagem e escolher a cor que ela será pintada, detectando a diferença entre parede, móveis e demais objetos e colorindo apenas a área da parede, preenchendo com a cor escolhida conforme o aparelho é movimentado, mostrando diferentes partes do ambiente.

Veja só como funciona:

Gostou? Então baixe gratuitamente na iTunes App Store para dispositivos iOS, e na Google Play Store, para dispositivos Android.

Decoração, Qualidade Vida, Todas as Noticias

8 dicas científicas para deixar sua casa mais feliz

Nada melhor do que estar em paz e confortável dentro de sua casa, não é? Mas a ciência mostrou que existem 8 coisas que você pode fazer para deixar sua casa ainda mais feliz e agradável, sem precisar de reformas ou altos gastos.

2306_blog_decoracao

1 – Parede: além de serem as cores predominantes de nosso país, o amarelo e o verde são tons que mais causam sensações de felicidade e bem-estar, segundo uma pesquisa da Universidade de Vrije, na Holanda. Experimente pintar apenas uma parede com qualquer tom destas cores.

2 – Flores: um estudo da Universidade de Rutgers, nos Estados Unidos, garante que um arranjo de flores provoca sensação imediata de bem-estar e felicidade a longo prazo. Os participantes da pesquisa alegaram sentir menos tristeza e depressões após receberem flores. Além disso, se você ganhar de presente, as flores são uma ótima lembrança de alguém.

3 – Fotos: coloque fotos e porta-retratos pela casa, mas sem exagerar. Segundo a Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, a lembrança gerada ao olhar para as fotos gera sensações de felicidade, conforto e calmaria.

4 – Vela: uma pesquisa da revista científica especialista em estudos químicos, Chemical Senses, mostrou que o aroma de baunilha é capaz de diminuir o estresse do ambiente. Por isso, se a intenção for relaxar, procure acender velas com essa essência, sempre optando pelo cheiro mais doce.

5 – Anotações: escrever pequenos lembretes em blocos e cadernos contribui para o bom humor. Segundo a Associação de Ciência Psicológica dos Estados Unidos, reler estas notas depois de algum tempo faz você se sentir mais alegre. (Está anotando todas estas dicas, né!?)

6 – Amigo de 4 patas: na verdade ninguém precisa de pesquisas para descobrir que cães e gatos tornam os ambientes muito mais divertidos e acolhedores. Mesmo assim, a Associação Americana de Psicologia mostrou que animais de estimação evitam o isolamento social de seus donos, tornando-os mais felizes.

7 – Cama: muita gente pensa “por que arrumar a cama se no final do dia vamos dormir e bagunçar tudo de novo?”, mas uma pesquisa do site Hunch.com realizada com 68 mil pessoas mostrou que 71% das pessoas que arrumam a cama pela manhã se declararam felizes, enquanto 62% do que não possuem esse hábito se consideram pessoas infelizes.

8 – Menos é mais: segundo um estudo da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, há uma forte ligação entre altos níveis de cortisol, o hormônio do estresse, em pessoas que moram em casas com muitos objetos de decoração. Ainda segundo a pesquisa, isso ocore porque a quantidade de objetos decorativos está relacionada a uma casa bagunçada, que remete ao fracasso. Ainda afirmam: a solução para uma vida calma e feliz é viver em uma casa minimalista com boa limpeza.

Vamos tentar?