Corretor de Imóveis

O que faz um corretor de imóveis? Entenda!

O corretor é um profissional que tem função essencial na vida das pessoas que desejam adquirir um imóvel ou alugá-lo. Mas o que faz um corretor de imóveis?

Esse especialista auxilia na escolha do local ideal para o comprador, com um valor que caiba no orçamento e que tenha segurança. Porém, o trabalho do corretor de imóveis não se restringe somente a transações de venda e locação.

Quer conhecer outras funções desse profissional? Então, continue a leitura!

O que faz um corretor de imóveis?

Essa profissão é antiga no Brasil — foi regulamentada em 1962. O indivíduo que deseja exercê-la deve ter registro no Conselho Nacional de Corretores de Imóveis (CRECI) e ensino médio completo.

A função desse profissional deixou de ser apenas uma intermediação entre o cliente e o dono do imóvel, se tornando abrangente no mercado imobiliário.

Acompanhe algumas áreas de atuação do corretor e suas principais atribuições!

1. Fornecer consultoria

Como tem acesso fácil e rápido a diversos tipos de dados, o corretor passou a ter subsídios para desenvolver um trabalho com mais qualidade, agindo também como um consultor. Dessa maneira, ele pode fornecer consultoria aos clientes, auxiliando-os em todas as etapas do negócio, especialmente com a documentação e contrato.

Assim, o locatário pode ter a garantia de que fez um bom negócio, sem deixar detalhes passarem despercebidos — que poderiam inclusive levar à insatisfação sobre a escolha.

2. Intermediar a negociação

Essa é a principal função do corretor de imóveis: ser a ponte da negociação de compra, locação ou venda entre o cliente e proprietário. Nesse o caso, o profissional tem a missão de oferecer suporte ao cliente e também ao vendedor ou locatário, intermediando toda a transação imobiliária.

Ele deve também estar disponível para esclarecer quaisquer dúvidas de ambas as partes da negociação, permitindo que a transação seja feita da melhor maneira possível. Além disso, o corretor cuida dos detalhes jurídicos e burocráticos, como contrato de locação.

Para isso, ele deve considerar os interesses das duas partes da negociação, para que o negócio possa ser fechado com total sucesso, sem posteriores arrependimentos. O corretor imobiliário pode ainda se especializar em uma determinada área de atuação, como imóveis rurais ou industriais, por exemplo.

Outra possibilidade para esse profissional é o mercado internacional, onde ele fará o intermédio das negociações entre clientes que desejam fazer investimentos imobiliários no exterior — nesse caso, ele pode trabalhar com o anúncio de imóveis na internet.

3. Apresentar imóveis para visitação

Essa é uma função mais específica do corretor de imóveis: ele se dedica somente a apresentação dos locais para os clientes. Nesse caso, o profissional não é o responsável pela intermediação oral, mas sim por convencer o cliente durante a visitação.

Trata-se de uma função que exige maior preparação do profissional, já que ele deverá convencer o comprador de que o local está de acordo com as suas preferências. Porém, a visitação vai muito além da exibição do local: é necessário preparar o imóvel anteriormente, deixando-o apresentável.

Um imóvel que se mostra bem visualmente é muito valorizado pelos compradores, o que acaba facilitando as negociações.

4. Entender e identificar as necessidades de cada cliente

Essa é uma função que está diretamente relacionada à negociação, mas o corretor não precisa necessariamente fazer essa transação. Nessa atividade, o corretor de imóveis tem como objetivo mostrar o projeto desenvolvido ao cliente — o profissional atua com a venda de imóveis ainda na planta.

Assim, o corretor não precisará cuidar de contratos ou realizar visitações com o cliente, pois o imóvel ainda não está pronto.

Ele também pode usar outros artifícios para convencer o comprador, como mostrar a região onde o imóvel está localizado — utilizando essa característica para valorizá-lo, já que não é possível usar somente o projeto na planta como vantagem.

Quais as características essenciais ao corretor de imóveis?

Agora que você já sabe que um corretor de imóveis possui funções que vão muito além da negociação entre proprietário e cliente, é o momento de conhecer as características inerentes a esse profissional!

Vocação

Um bom corretor de imóveis deve ter vocação, independentemente da função escolhida para exercer.

Essa é uma característica importante, que incidirá diretamente sobre sua capacitação profissional. Isso porque o corretor estará mais comprometido e disposto, uma vez que trabalhará com o que se identifica.

Responsabilidade

A responsabilidade é outra característica essencial ao corretor de imóveis. Como esse profissional trabalha diretamente com o cliente, é importante que ele assuma seus compromissos, sem deixá-los de lado.

Imagine a situação: o cliente agenda um horário para visitar um local que está interessado, mas o corretor não aparece e sequer fornece alguma satisfação. Por maior que seja o desejo de obter o imóvel, o comprador se sentirá ofendido, e as chances de a negociação ter sucesso serão relativamente pequenas.

Honestidade

Honestidade e eficiência são outros pontos que devemos destacar aqui. Um bom corretor de imóveis sabe exatamente quais as preferências e necessidades do cliente. Porém, é preciso ir além.

O profissional deve identificar quais imóveis estão de acordo com as necessidades do seu comprador, sendo sincero sobre todos os detalhes do local.

Essa é uma atitude que traz resultados positivos para ambas as partes, já que o cliente sairá satisfeito com o tipo de serviço prestado, e o corretor será bem-sucedido em sua negociação — com as soluções adequadas, ele poderá obter satisfação pessoal e profissional.

Persuasão

Por último, podemos destacar ainda a capacidade de persuasão do corretor. Essa característica está atrelada a todas que citamos anteriormente, porém, talvez seja necessário que ela se sobressaia em alguns momentos, especialmente nas negociações com o cliente.

Isso acontece porque o corretor de imóveis deve ser um excelente vendedor — o que só é possível ao usar o poder da persuasão.

Mas não se preocupe; ao contrário da vocação, que é inerente ao ser humano, a persuasão é uma característica que pode ser conquistada e aprimorada. O ideal é que o corretor invista em sua capacitação profissional, como cursos e palestras, por exemplo.

Dessa maneira, ele poderá obter conhecimento sobre as técnicas de atendimento e compreender melhor o cenário do mercado econômico, usando essa bagagem para conquistar sucesso nas negociações.

Agora que você já sabe o que faz um corretor de imóveis e quais as suas características essenciais, que tal compartilhar nosso texto em suas redes sociais e ajudar seus amigos a conhecerem um pouco mais sobre essa profissão? Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *